PRINCIPAL

MATÉRIAS ESPECIAIS

 

 

 


 

 

Adilson Vilaça e Pedro J. Nunes em Santa Maria de Jetibá

A professora Regina Maura de Oliveira Babilon, da escola E.E.E.F.M. Graça Aranha, de Santa Maria de Jetibá, está fazendo um trabalho com textos de escritores capixabas digno de reconhecimento. Residindo em Santa Maria de Jetibá há quatro anos e lamentando que a cidade não possua livraria, a professora arregaçou as mangas e venceu as fronteiras. 

“Como é sabido, diz ela, nós brasileiros, temos mania de ressaltar o ‘de fora’, esquecendo o que (ou aquele(a)) que está bem perto. Sendo assim, resolvi colocar em prática um sonho antigo: viabilizar aos alunos leituras de obras produzidas no Espírito Santo. A nossa escola recebeu um pequeno acervo, o que tem contribuído para a execução (andamento) do projeto; outros títulos fazem parte do meu acervo particular.”

Professora Regina cercada de alguns de seus alunos

As atividades: 

1. A professora sugeriu e resumiu (como incentivo) obras por ela conhecidas.

2. Selecionou obras do acervo da escola.

3. Pesquisou na Internet com os alunos.

4. Dividiu as turmas em grupos e cada um escolheu um autor(a) e obra. 

5. Após leitura, análise e debate (em sala de aula e ainda em andamento), cada  grupo procurará obter o  máximo de informação acerca da obra e do autor.

Se possível, a professora gostaria de receber escritores em Santa Maria, dando a  todos oportunidade de um contato mais direto.

Alunos de Santa Maria de Jetibá lendo autores capixabas

Diz mais a professora Regina:

“Às vezes, falar de um autor é tão abstrato. Além do mais, nada melhor do que ouvir a leitura crítica/depoimento do próprio escritor, não é?"

Alguns autores despertaram o interesse de mais de um grupo. Fiquei feliz e ao mesmo tempo triste, pois, se pudesse, todos os sugeridos seriam lidos. Mas não é "obrigando" que formarei leitores. Entretanto, como pretendo que o projeto  não seja NUNCA dado como pronto/acabado, e mais, fazer parceria com outros professores (dentre as possíveis, de imediato), sei que  devagar conseguiremos atingir um número maior de leituras.

Os autores cujas obras não foram disponibilizadas, os alunos compraram em Vitória. Pena que alguns não foram encontrados, como  no caso de Fernando Tatagiba. Mas, felizmente, dele tenho dois exemplares (presentes de amigos fiéis que sabem da minha paixão, e birra, quando ouço falar  "literatura capixaba", como se ela não fosse literatura brasileira). Sei que Fábio Memelli, em parceria com a PMV, fez um estudo acerca de Tatagiba; ainda não tenho o exemplar, mas não desisti.”

A professora Regina entrou em contato com o site Tertúlia e obteve todo o apoio possível. Escreve ela ao escritor Pedro J. Nunes: “Estou feliz com o seu retorno e saber que já encontrei uma parceria. Inclusive um dos grupos está entusiasmado com a possibilidade de sua visita. Obrigada! Você não faz ideia do bem que fez.” 

Para concluir, um desejo dessa professora cujo exemplo nos enche de esperança:  “Quem sabe um dia conseguiremos fazer aqui  em Santa Maria um seminário cujo tema seja: Obras produzidas no ES?” Se depender do Tertúlia, é só marcar a data.

 


MAIS

 

- Assista a um vídeo com os escritores Pedro J. Nunes e Adilson Vilaça sobre o encontro

 

 

VOLTAR


     © 2005 Tertúlia

     Direitos reservados

Site de utilidade pública, sem fins lucrativos