PRINCIPAL

LEITURA

 

 

 

 


 

 

 

Praia

 

Renato Pacheco

 

 

Tenho uma praia em minha infância.

Não o mar, não o oceano dos Poetas.

Uma praia forte, em marca aberto.

Praia do Filó, chamam-na ainda.

(Filó, meu pai.)

 

Entre Barra do Jucu e Ponta da Fruta

tenho uma praia feita de lembrança,

toda minha e só minha: não vai ser loteada.

 

Areia grossa e onda forte.

Eulália, diabo negro de maiô vermelho,

com enfeite: uma borboleta amarela.

Uma casinha rústica feita por meu pai:

tenho uma praia em minha infância.

 

 

 

 

 

 

 

Clique aqui para ler outros poemas

 

VOLTAR


     © 2005 Tertúlia

     Direitos reservados

Site de utilidade pública, sem fins lucrativos