PRINCIPAL

QUEM SOMOS

NOTÍCIAS

BIOGRAFIAS

LIVROS

LEITURA

MATÉRIAS ESPECIAIS

MAPA DO SITE

LIVRO DE VISITAS

VÍDEOS

CONTATO

ANO X | Abril/Maio de 2015

 

 

Clique aqui e veja as capas das edições anteriores.

 

Para acessar todo o conteúdo do site, você deve navegar

pelos menus ou usar nosso formulário de pesquisa aqui.

 


 

Tecle 1, tecle 2...

 

Imagine que nestes nossos tempos de comunicação virtual você dependesse da teclagem eletrônica para ler esta crônica. Neste caso, a leitura talvez fosse conduzida pela seguinte gravação em voz feminina, peremptória e instrumental:

 

Prezado leitor, eu sou uma atendente virtual à sua disposição e dou as boas-vindas ao texto que você vai ler. Para ter acesso à leitura, tecle 1, ou tecle 2 para desistir dela. Obrigada pela opção 1.

 

Leia.

 

 

O campo

 

Todo ano, no mês de junho, festa de Santo Antônio no átrio de sua capela no subdistrito do mesmo nome, a três quilômetros de Araguaia. Íamos todos, de charrete ou no trem que passava em Marechal, perto de nossa vila.

 

Na festa, os adultos, depois das rezas, interessados apenas nos leilões ou nas roletas instaladas no meio de pés de palmito fincados na terra e enfeitados com coloridas bandeirinhas de papel de seda

 

Leia.

     

Vestígio de uma noite antiga

 

Dona Anecy, desligando a TV, me chamava, já abrindo a tampa de sua eletrola Phillips portátil, vermelha, trocando comigo um olhar de cumplicidade. Ela apreciava, e me ensinou a apreciar os cantores que ouvia: Nelson Gonçalves e Orlando Silva. Pedia o disco, pegue aí para mim o disco do Orlando Silva, não, não esse, aqueloutro, ah, esse mesmo, e suas mãos trêmulas colocavam a agulha no início dos sulcos. Havia também uns discos da Núbia Lafayette e da Elizeth Cardoso, que de vez em quando caíam no gosto da vitrolinha vermelha.

 

Leia.

 

A infância do futebol

Imagine-se que é possível viajar de volta ao passado. Embarcar numa máquina do tempo e apenas com o estalar dos dedos, uma palavra mágica – ou o girar de dials no painel de controle da traquitana –, voltar a lugares ou rever ocasiões que ficaram no passado, retornar àquilo que hoje é memória. Isso seria bom?

 

Leia.

 

 

 

 

 

 

 

     

Depoimentos de Afonso e Álvaro Abreu sobre Rubem Braga

Pedro J. Nunes fala de seu documentário sobre o Parque Moscoso

Zé Benedito: carreiro, vídeo de Pedro J. Nunes

 

Reinaldo Santos Neves fala sobre o romance A ceia dominicana.

 

Clique aqui para acessar o acervo de vídeos.

 


 

 


 

Inscreva-se em nosso informativo de atualização. Clique aqui.

 

Ao assinar nossa newsletter, você receberá apenas informações sobre atualizações e promoções

do site. Seu endereço não será fornecido a nenhum banco de dados ou usado para fins comerciais.

 


 

Curta esta página ou indique para seus amigos

 


Este site mantém sua funcionalidade e

melhor visualização no Internet Explorer

 

     © 2005 Tertúlia

     Direitos reservados

Site de utilidade pública, sem fins lucrativos

 

Biografias   .:.    Livros    .:.   Fale conosco   .:.   Leitura   .:.   Livro de visitas   .:.   Mapa do site

 Matérias especiais   .:.   Notícias   .:.   Quem somos   .:.   Tertúlia vídeo   .:.   Recanto da poesia